Novo hobbie, crise capilar e nostalgia musical | Aleatoriedades #1

Esse é o post #1 de uma infinidade que virá, provavelmente. Um post diferente de tudo o que já foi postado nesse blog. Tô buscando me expressar mais. Não sou boa em gravar vídeos falando sobre as complexidades da vida, então faço o que eu sempre fiz de melhor: surtar e escrever.

Muito pensativa eu estava esses anos dias, tentando entender qual é o propósito da minha existência. E após muito divagar, eu consegui resposta? Não. Mas ao menos consegui aceitar o fato de que eu sou um ser, que encarnou porque quis, e alguma finalidade nessa terra eu com certeza devo ter. 

Esse post talvez não faça sentido algum, mas concluí que eu sou essa bagunça mesmo. E se antes eu tentava reprimir para não parecer esquisita, agora eu já não ligo mais. Eu sou o que eu sou, não é mesmo? 

Eu não publicava sempre no blog porque sempre ficava pensando se iriam gostar ou não do que eu estou escrevendo, mas que sentido faria criar um blog pessoal e ele não ser pessoal

Enfim, é isso, se você ficou até aqui, vem cá que eu vou te contar...

Fotinho de viagem de 2022 - Águas de São Pedro
TENHO UM NOVO HOBBIE

Poderia ser algo útil, como costurar ou fazer biscuit, mas na verdade meu novo hobbie é pesquisar lugares que quero conhecer antes de morrer. E daí eu salvo tudo em uma página no notion (aliás, já ouviram falar desse site/aplicativo? Eu descobri no ano passado e literalmente tenho minha vida toda organizada lá). Daí eu deixo tudo marcadinho, os endereços dos lugares que pretendo ir, as hospedagens, como se locomover... Daí quando eu for viajar, já vou estar com o itinerário pronto, só vou precisar comprar as passagens e reservar o hotel. Penso que isso vai me evitar muito estresse pré viagem, pois não correrei risco de esquecer nada.

O QUE FAÇO COM MEU CABELO?

Hoje em dia ele tá um pouco abaixo do ombro, mas sem corte. A franja já não é mais franja e não fica do jeito que quero, pois ela tem vida própria. Já tem mais de dez fios brancos surgindo e eu tenho zero paciência para todo mês ir ao salão retocar tintura. Então fico nesse impasse: deixo crescer? Mas fico com cara de velha. Corto chanel? Mas ai fico parecendo uma criança. Enfim, no meio desse dilema, tenho vivido com ele preso num coque frouxo à la personagem de fanfic dos anos 2000.

Emendando o assunto do cabelo, já que é um assunto parecido, sinto que estou tendo uma crise de estilo. Tenho uma quantidade mediana de peças, mas nenhuma parece ornar entre si e todas elas parecem não ornar comigo. Resumidamente tenho calças leggings para ir trabalhar, duas calças do Patolino (calça de shopping, sabe), um monte de brusinha que não dá para usar nem com as leggings e nem com as calças de shopping, porque elas não fazem sentido juntas. 

Difícil essa coisa de não saber se vestir aos 33 anos de idade. Será que ainda posso pedir para minha mãe escolher minhas roupas?

O MUNDO ANDA CADA VEZ MENOR

Eu acabei esquecendo de comentar no post de maio que eu tive uma surpresa muito legal mês passado. No comecinho do mês eu tinha agendado horário no salão para cortar o cabelo da Harumi e da minha irmã. É um salão que fica dentro da casa do cabeleireiro, aqui perto de onde moro e é bem reservadinho mesmo. Nesse dia chegamos lá e tinha moça terminando de fazer escova. Sentei lá bonitinha e fiquei conversando com o cabeleireiro e a manicure que estava fazendo a unha da minha mãe. Olhei de relance para a moça e fiquei com a sensação de que já a conhecia, mas no começo não dei atenção. Na hora que ela saiu para ir embora, me deu um click na memória. Acredita que era uma amiga que estudou comigo quando eu tinha 7 anos? ISSO MESMO. Eu, com minha excelentíssima memória de Dory, lembrei do nome de uma pessoa que eu não via há mais de 25 anos. Ficamos incrédulas daquela coincidência, pois ambas morávamos em outro bairro na época que estudamos juntas. Mas não para por ai. Pedi o instagram dela e comecei a seguir, fui ver nos amigos dela se tinha mais alguém da mesma época, e eu simplesmente vi meu primo (que na verdade é filho da prima da minha mãe, mas para encurtar, a gente sempre chama de primo). E aí descobrimos que ele tem parentesco com a prima do esposo dela, que também é descendente de japoneses. Enfim, uma doideira que só.

Tenho uma caixa com cartinhas de amigas de infância

E TERMINANDO ESSE POST COM NOSTALGIA

Talvez seja um pouquinho vergonhoso admitir isso, mas eu criei uma playlist no spotify com músicas que eu ouvia quando era adolescente. O nome da playlist é "de quando eu era jovem" e se você rir da seleção você não vai pro céu. Tem "Sem ar" do D'black, "Portas abertas" da Luka, um monte do KLB, Rouge, "Musa do verão" do Felipe Dylon e eu vou parando por aqui, porque quero continuar sendo feliz sem julgamento cantando essas músicas enquanto lavo louça. (Se você curtia essas músicas também, me dê mais sugestões para enriquecer meu karaokê nostálgico).

Se você se identificou com algum dos tópicos acima, compartilha comigo aqui só para eu não me sentir abandonada, haha.

10 comments

  1. Eu amei demais esse post e pode trazer mais assim e adorei seu robe, achei ele interessante e enriquecedor

    Beijos
    www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, obrigada! Fico feliz em ler comentários assim ♥

      Pode deixar que com certeza terão mais posts assim por aqui. Volte sempre!

      Excluir
  2. Oi Emy <3

    Olha, achei a playlist digna, tá? Porque recentemente eu quotei Kelly Key num post do blog, sem vergonha de sentir nostalgia dos anos 2000 por favor, hahaha!

    Amei o post mais pessoal, espero que você se sinta mais e mais a vontade pra escrever assim <3 Sobre o notion, pior que eu conheço, mas não uso. Trabalho com educação e meus alunos num geral usam bastante, e eu fico mapeando todos os apps de estudos e organização pra ajudar um bando de adolescentes desesperados a organizar a vida de alguma forma, hahaha! Eu confesso que me organizo melhor no papel mesmo, então apesar de conhecer, não explorei tanto. Mas amei a ideia - quando quero organizar esse tipo de coisa eu vou no google sheets mesmo, e altas planilhas aí na vida pra fazer dar certo, risos.

    Cara, estou também na saga do cabelo. Meu cabelo é liso na rais, cacheado no comprimento, mas muito fino pra sustentar os cachos sozinho, mas minha pele no rosto e couro cabeludo é muito oleosa e preciso lavar ele todo dia - ou seja, não consigo usar produtos pra definir os cachos se eu não quiser ficar com a aparência de "faz 3 dias que não lavo esse cabelo". Daí que ele fica todo bagunçado e a cabeleleira com quem cortei pelos últimos 15 anos vem pisando na bola. No fim eu fiz um rabo de cavalo pra frente e cortei o cabelo sozinha em casa. As pessoas têm dito que está bonito então vamos seguir assim, porque o salão perto de casa cobra 300 reais e eu não amo meu cabelo tanto assim não, risos. Espero que você se ache com o seu!

    Por fim, AMEI a história com sua amiga de infância, hahaha! Como esse mundo é pequeno, né?

    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Shana, ameeeei, viva nostalgia musical, ahaha (amava Kelly Key)

      Apanhei para aprender a customizar o notion, mas agora não vivo sem. Antes usava o Trello (que ainda continua sendo ótimo, já ouviu falar desse?) Planilha ainda uso para gerenciar as contas do cartão e o papel para anotar ideias aqui para o blog .. haha então uso um pouco de tudo tbm.

      Minha nossa, saudades da época que era 50 reais um corte, te entendo. Eu vou no salão quando vejo que a situação está fora de controle, kkk Esses dias cortei a franja sozinha, ficou um pouco tortinho, mas digo que é charme.

      Tão pequeno que dá até um medinho as vezes né?

      Obrigada pelo comentário, volte sempre ♥

      Excluir
  3. Mulher... não te conheço praticamente nada, mas te considero tanto hahahaha
    Queria tanto ser tua amiga... acho que quando você escreveu sobre se sentir esquisita eu já criei um vínculo contigo.
    Adoro blogs pessoais com cara de gente de verdade e que tem momentos bons e ruins. Lugar com pessoas iguais e repetitivas já tem em quase toda rede social, a blogosfera ainda continua sendo um cantinho que todas podemos nos sentir seguras.
    Amei teu hobby!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, confesso que caiu um cisco no meu olho agora.. Fiquei emocionada com seu comentário! Eu sempre fico meio apreensiva e insegura em fazer posts mais pessoais assim, realmente porque sempre me senti meio deslocada em tudo. Ver que existem pessoas reais e tão legais na internet deixam meu coração quentinho e com vontade de continuar por aqui <3
      Muito obrigada pelo carinho, amiga! ♥

      Excluir
  4. Adorei essa nove novo formato de postagem Emy!

    Eu também passei por esse dilema de estilo. Percebi que as poucas peças que eu tinha já não combinavam mais comigo. Agora eu sinto que me encontrei mas me falta condiç$es pra trocar as peças. Enquanto isso eu uso o que tenho mesmo não gostando :/

    Nossa eu ouvia muito KLB e Rouge. Você também sabia dançar Ragatanga?! Ainda é a minha música preferida em festas de casamento haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Clau! Que bom que gostou ♥ Fico feliz em ler comentários positivos!

      Te entendo perfeitamente, percebi que o estilo que gosto agora, apesar de ser básico, são de peças mais refinada$ hahahahaha O lado bom é que aqui em SP temos o famoso Brás né, volta e meia estou por lá, mas mesmo assim é difícil

      RAGATANGA era o "passinho" da minha infância/adolescência kkkk eu e minhas amigas dançavamos sempre kkkk

      Saudades desse tempo ♥

      Excluir
  5. Exatamente Emy, um blog pessoal é pra ser pessoal, independente se as pessoas vão gostar ou não. Eu particularmente amo hehe!
    Amei a ideia do seu novo hobbie, viajar é tão bom! Desejo que consiga colocar em prática todos os seus destinos.
    É difícil mesmo começar a ver os cabelos brancos... Eu que nunca quis pintar na vida, tenho me visto indo volte e mais tonalizar pra esconder os fios brancos... Mas é realmente uma questão, espero que você consiga achar o que mais combina e se encaixa com você, assim como no quesito estilo.
    Já vou ouvir sua playlist, eu amoo essa clima nostálgico. Aqui sempre tem baladinhas com essas músicas, a galera ama!
    E ah, eu também tenho caixa com cartinhas, acho fofo demais ♥

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi vah!! Percebi que as pessoas ainda gostam desse tipo de blog.. Fico com o coração quentinho de receber tantos comentários legais ♥

      Viajar é maravilhoso mesmo! Queria poder viajar todo mês, kkk

      Ai, ainda não decidi o que vou fazer com a cabeleira, cortei a franja sozinha em casa, mas ela continua ficando do jeito que ela bem entende.

      Nostalgia sempre cai bem né? hahaha



      Excluir

Obrigada pela visita. Volte mais vezes e não esqueça de deixar um oi!

Com amor,

Emy ♥